5.8.05

UM HOMEM NEM UM POUCO RIDÍCULO.









Ontem fui assistir a estréia de
“Sonho de um Homem Ridículo” peça baseada
no conto homônimo de Dostoievski.
Sai do teatro arrebatado pela excelente adaptação
do texto. Celso Frateschi, responsável pela dramaturgia
e interpretação, conseguiu em muitos momentos me
emocionar, não apenas pela sua extraordinária atuação,
mas por causa de sua imensa capacidade de contar estórias.
Acho que teatro bem feito é também isso.
Principalmente quando se trata de um monólogo. E o
Frateschi faz isso com perfeição.
A peça está em cartaz no Instituto Cultural Capobianco,
que fica no centro, num antigo sobrado transformado
em uma pequena sala com capacidade para apenas
noventa pessoas. O espetáculo é intimista, o teatrinho
ajuda, o cenário simples e a trilha sonora contribuiem
para prestarmos ainda mais atenção as palavras certeiras
minuciosamente estudadas e declamadas pelo ator.
Um belíssimo e sensível poema.
Bom programa para o fim de semana.
Exemplo de como a descrença pode servir de motor
para a transformação.

2 comentários:

lucyandres5501 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog

ass2006 disse...

Hi, a nice blog you have here. You will surely get an bookmark :) Forum