18.9.09

MATISSE NA PINACOTECA

Fui ver a exposição do Matisse na Pinacoteca. Sou suspeito para fazer qualquer comentário, porque já fui sabendo o que vinha pela frente e que iria gostar. A primeira vez que vi uma obra de Matisse foi em Washington, no museu de arte moderna de lá. Lembro-me de ter ficado fascinado com a exuberância das cores e a leveza dos traços. Eu era muito jovem e fazia a primeira viagem para fora do país. Depois disso vi algumas exposições/coletâneas dele em outros países e em França e não perco jamais a oportunidade de rever seus quadros. O ponto negativo nessa exposição, pelo menos hoje enquanto eu estava lá, é a presença de monitores de classes de estudantes que se aglomeram na frente dos quadros e falam muito alto prejudicando o visitante e atrapalhando o observador. Pedem para os estudantes sentarem no chão, exatamente na frente de uma das obras e começam a explicar o porquê disso e daquilo. Ruim, para todos os outros visitantes. Sou a favor de que se incentivem cada vez mais estudantes e crianças a apreciarem cultura nas suas diversas formas, mas então que se reserve um dia somente para escolas. O ponto positivo, evidente que são as próprias obras do Matisse. Mas tem mais um ponto positivo. Uma instalação no hall entre uma ala e outra da pinacoteca, que é de uma artista francesa chamada Céleste Boursier. A instalação/obra é composta por três piscinas onde louças francesas brancas em diversos tamanhos flutuam com o movimento da água, produzindo sons ao se chocarem umas com as outras. Repito, teria sido ainda melhor se pudéssemos ouvir os sons e observar as louças se movimentarem em silêncio, não na presença de tanta gente, mas como cada vez mais o silêncio é um artigo em extinção, faça o possível para visitar a exposição bem cedo.

3 comentários:

cristina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cristina disse...

Uma Observação:
O artista francês da instalação "Variations/Variações 2009" na Pinacoteca - Céleste Boursier-Mougenot, é homem,embora no Brasil o nome seja usado para mulher, daí talvez a confusão.
Confira a foto nesse site francês:
http://www.classiquenews.com/lire/lire_actualite_musicale_detail.aspx?id=1415
Atenciosamente
Cristina Crispin

Sergio K. disse...

Cristina, você tem razão. Fui ao site por você recomendado e conferi. Obrigado pela visita e pela correção.